imagem ilustrativa

Habilidades do aluno do futuro

Com o desenvolvimento da sociedade, com base na introdução da tecnologia em nosso dia a dia, podemos perceber que diversos processos estão mudando, e de forma gradativa. Como consequência, o mercado acaba exigindo profissionais com habilidades e competências importantes para a conquista de empregos eficientes.

Contudo, esse processo começa na educação. A digitalização de processos, a resiliência e o espírito empreendedor são aspectos nos quais os alunos precisam aprender para enfrentar os novos modelos de mercado. Quer saber mais sobre o assunto? Então, confira o nosso post até o final e veja 3 habilidades essenciais para o aluno do futuro.


Alfabetização Dgital

Antes de tudo, sabemos que a tecnologia está cada vez mais presente em nossas rotinas diárias, especialmente nos estudos. Nesse quesito, além do aluno precisar obter um domínio eficiente dos recursos digitais, ele ainda precisa saber analisar de forma criteriosa todas as soluções. Em outras palavras, percebemos a importância de desenvolver o raciocínio e pensamento computacional.

De acordo com pesquisas oferecidas pela Universidade de Cornell, é definido que a alfabetização digital nada mais é do que a habilidade de achar, avaliar, criar e fazer o compartilhamento de conteúdo, dispondo de tecnologias da informação e internet. Para que essa habilidade seja estimulada por parte das escolas, elas devem investir em plataformas eficientes, bem como aplicativos e softwares para a produção de conhecimento.


Capacidade de resolver problemas

Em geral, a capacidade de solucionar problemas vai muito além de questões matemáticas! Ela refere-se à habilidade de dispor de estratégias para responder, de forma eficiente, a um tipo de adversidade. Por mais que possa ser desafiador, fazer o estímulo dessa atividade não se limita à exposição do aluno a uma questão mais complexa e desanimadora. Muito pelo contrário, existem inúmeras maneiras atraentes e criativas para realizar o estímulo do raciocínio lógico.

Como se sabe, uma grande tendência da educação no século XXI nada mais é do que a Aprendizagem Baseada em Problemas ou comumente conhecida como a sigla ABP.

Ela é conhecida como um tipo de modelo de metodologia ativa de aprendizado, fazendo o estímulo desse tipo de aprendizagem por meio discussões em grupo, onde as resoluções de problemas são mais passíveis de serem resolvidas e não exista mais a divisão de conteúdos com base em disciplinas, como geralmente é feito nos modelos de educação tradicional.


Visão Empreendedora

Não somente na questão do estímulo à criação de novos negócios, o assunto do empreendedorismo na educação diz respeito ao processo de aprendizado constante, totalmente relacionado ao comportamento e atitudes empreendedoras.

Ou seja, o empreendedorismo na educação vai tratar apenas do ensinar a empreender, fazendo o estímulo de novas habilidades e competências que podem ser aplicáveis a qualquer situação relacionada aos processos em sociedade.

De forma prática, podemos notar que o pensamento propositivo e crítico, bem como a análise de problemas, e a devida busca por soluções mais inteligentes, acabam sendo exemplos de competências que são advindas de um estímulo constante ao empreendedorismo e tornam-se fundamentais para o aluno do futuro.


Gostou deste artigo? Conforme vimos, existem habilidades e competências que não podem faltar no ensino do aluno, pois assim ele adquire um potencial cada vez maior de analisar oportunidades de mercado excelentes para atuar, seja como colaborador ou como empreendedor.